Violência na Escola

 

As perturbações escolares são de natureza essencialmente comportamental. 
O que se vê é uma decadência de valores entre tantos jovens. 
O que fazer para motivar positivamente os alunos e prevenir comportamentos violentos?

 

 

 

RECONHECER E GERENCIAR EMOÇÕES

 

Saber identificar, gerenciar e lidar com sentimentos destrutivos, como a raiva, frustração e decepção. Saber usar técnicas para controlar e expressar esses sentimentos de forma construtiva.

 

ASSERTIVIDADE

 

Saber responder a conflitos de forma calma e segura.

RESILIÊNCIA

 

Estar preparado para superar dificuldades e desafios e se fortalecer partir de situações adversas.  A resiliência está ligada à capacidade de flexibilidade, de conseguir voltar ao estado natural após sofrer qualquer tipo de pressão.

 

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

 

Saber ouvir e reagir de forma adequada  a crítica ou  raiva dos outros.Ter o raciocínio ético e moral para resolver divergências sem violência. Encontrar alternativas não-violentas para conflitos.

 

 

 

HABILIDADES DE RELACIONAMENTO

 

Antecipar as conseqüências do comportamento verbal agressivo e os benefícios do não agressivo. Habilidades de comunicação, técnicas de negociação, tolerância, empatia e respeito às diferenças.

O Ensino Socioemocional na Prevenção da Violência

 

Algumas intervenções sociocognitivas podem ajudar crianças e jovens a desconstruir os cenários violentos que vêem ou que vivenciam. Essas intervenções visam construir nos estudantes  as habilidades sociais que eles precisam para lidar eficazmente com situações sociais difíceis e violentas.

Violência contra a criança

 

Uma das formas humanas mais brutais e covardes de violência, a violência contra a criança precisa ser rapidamente detectada e interrompida, e as escolas são um importante vetor para esse diagnóstico. Crianças que sofrem violência doméstica são os seres mais propensos a se tornarem adultos violentos. O ensino da resiliência é fundamental na recuperação emocional dessas crianças.

 

O que pode ser feito para prevenir a violência juvenil?

 

As intervenções mais bem sucedidas procuram desenvolver habilidades sociais e emocionais, e atitudes positivas, nos jovens.  Em todo o mundo, escolas que implementam programas de ensino social  têm detectado benefícios e melhoras não só no comportamento dos alunos, mas também em seu rendimento escolar.

violencia nao tolstoi.jpg
violencia nao tolstoi.jpg

violencia nao thomas edison.jpg
violencia nao thomas edison.jpg

violencia nao tolstoi.jpg
violencia nao tolstoi.jpg

1/7